7.5. CLANDESTINIDADE – ANOS TRINTA (1934-1940)

EM ACTUALIZAÇÃO

Rui Manuel Brás, “As relações entre socialistas e comunistas nos anos de 1923-1925″, Ler História, 45, 2003.

Luís Augusto Costa Dias, «Um imenso sussurro de vozes inumeráveis…». A imprensa cultural juvenil da década de 1930, Vértice, 93 – Jan/Fev 2000.

Luís Manuel do Carmo Farinha, O Reviralho: revoltas republicanas contra a ditadura e o Estado Novo (1926-1940), Tese depositada na Fundação Mário Soares

Maria Luísa Garcia Fernandes, (Coord.) Seara Nova. Textos e Contextos. Razão. Democracia. Europa, Casa Museu Abel Salazar, 1998.

Maria Luísa Garcia Fernandes, (Coord.), Seara Nova. Razão / Democracia / Europa, Porto, Campo das Letras, 2001.

Bento Gonçalves / Álvaro Cunhal / Sérgio Vilarigues, O PCP e o VII Congresso da Internacional Comunista, Lisboa, Edições Avante!, 1985.

“As greves de 1937 e 1957 nas salinas de Alcochete”, Bandeira Vermelha, 17/8/1977.

João Manuel Martins Madeira, Os “Engenheiros de Almas” o Partido Comunista e os intelectuais (dos anos trinta a inícios de sessenta) , Tese depositada na Fundação Mário Soares

Susana Martins, Socialistas na Oposição ao Estado Novo. Um estudo sobre o movimento socialista português de 1926 a 1974, Cruz Quebrada, Casa das Letras/Editorial Notícias, 2005

João Arsénio Nunes, “Da politica “classe contra classe” às origens da estratégia antifascista: aspectos da Internacional Comunista entre o VI e o VII Congressos (1928-1935)”, 0 Fascismo em Portugal – Actas do coloquio Fac. Letras – Marco 1980, Lisboa, A Regra do Jogo, 1982.

[Inclui a tradução da intervençao de “Queirós” no VII Congresso da IC.]

J. Arsénio Nunes, “1933-34 : A Fascização do Estado e a política do PCP”, Diário de Notícias, 18/1/1983.

João Arsénio Nunes, “Comunismo, Antifascismo e Intelectuais nos Anos Trinta”, em Encontro Neo-Realismo , Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, 1999.

João Arsénio Nunes “O Camarada René e a Juventude Comunista no princípio dos anos 30”, Uma vida em História. Estudos em Homenagem a António Borges Coelho, Lisboa, 2001

( “Genosse ‘René’ und die Kommunistische Jugend in Portugal zu Beginn der dreissiger Jahre”, Jahrbuch für Historische Kommunismusforschung, 1996 )

Heloisa Paulo, “Os “Budas””, História, 91, Novembro 2006.

“O PCP nos Anos 30. Reposição da Verdade Histórica”, Avante!, 10 de Novembro de 1988.

Ana Cristina Clímaco Pereira, L’ exil politique portugais en France et en Espagne: 1927-1940, Tese depositada na Fundação Mário Soares

Canais Rocha, Sindicatos – Tarefas de ontem e de hoje, Lisboa, Seara Nova, 1974.

[Documentos do Socorro Vermeiho e do jornal A Internacional, da ISV.]

Fernando Rosas, «O Estado Novo (1926-1974)», em José Mattoso (Dir,), História de Portugal, vol. VII, 1994.

Miguel Wager Russell, As Minhas Actividades no Socorro Vermelho Internacional e no Partido (Depoimentos), Lisboa, Edições Avante!, 2008.

_________________________________________________________________

18 DE JANEIRO DE 1934

Alfredo Canana, “0 18 de Janeiro em Silves”, Diârio de Lisboa, 5/1/1980

[Recordações de participantes.]

Gustavo Carneiro, «70 anos do 18 de Janeiro de 1934 na Marinha Grande – O dia em que o povo tomou o poder», Avante!, 15/1/2004

[Com depoimento de Joaquim Gomes.]

Francisco Lyon de Castro, Entrevista ao Diário de Noticias, 18/1/1977

[Sobre o 18 de Janeiro de 1934.]

“Comemorando o l8 de Janeiro de 1934″, Jomal Novo, l8/1/1977

“0 18 de Janeiro de 1934 – A história não perdoa”, O Diabo, 18 de Janeiro de 1977

[Para além de material muito conhecido, incluí um artigo de Francisco Ferreira com referências ao 18 de Janeiro no Barreiro.]

“O 18 de Janeiro de 1934 na Marinha Grande – jornada heróica do proletariado “, Avante! , 17 de Janeiro de 1975.

[Vários artigos com depoimentos de participantes e uma biografia de J. Gregório.]

O 18 de Janeiro e Alguns Antecedentes, depoimento colectivo de Acâcio Tomás de Aquino, Américo Martins, Custódio da Costa. José Francisco. Marcelino Mesquita e Emidio Santana, que coligiu, Lisboa, Regra do Jogo, 1979

[A interpretação anarquista da revolta do 18 de Janeiro. com documentação inédita.]

José Gregório, Sobre a Associação e o Movimento do Operariado Vidreiro, Lisboa, 1975

[Reedição do texto de J. Gregório sobre as lutas dos vidreiros da Marinha Grande, com elementos imprescindíveis para o estudo do 18 de Janeiro.]

Greve geral de 18 de Janeiro de 1934, Lisboa. 1974.

[Dossier documental.]

Fernando Guerreiro, “O 18 de Janeiro de 1934 analisado por Bento Gonçalves”, Seara Nova., Janeiro de 1975

A lnssurreição Operâria do 18 de Janeiro, Edições Revolução. s.d.

Maria Rosalina Garcia Labaredas, ”A luta contra a fascização dos Sindicatos, resistência operária e violência fascista’”, em 0 Fascismo em Portugal

L. H. Afonso Manta, O 18 de Janeiro de 1934, Lisboa, Assirio & Alvim, 1975

António Maria Marques, «O movimento de 18 de Janeiro de 1934. Greve Geral Revolucionária contra o Estatuto do Trabalho Nacional», Jornal do Barreiro, 06/06/1997

Maria Filomena Mónica, ” O 18 de Janeiro: anarqueirada ou traição?”, Diârio de Noticias, 3 de Novembro de 1981

António Moreira, “A greve geral de 1934 no Barreiro”, Diário de Notícias, 2/11/1984

Hermínio de Freitas Nunes, 18 de Janeiro de 1934. Rostos… Subsídios para a história da Marinha Grande , Marinha Grande, Autor em colaboração com Jornal da Marinha Grande, Janeiro 1997

Fátima Patriarca, Sindicatos contra Salazar. A revolta de 18 de Janeiro de 1934, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, 2000

Edmundo Pedro, 45 Anos de luta pela Democracia Sindical – Reflexões de um Militante, Lisboa, Fundação José Fontana. 1979.

[Para além das lembranças autobiográficas de E. Pedro. contém elementos sobre a actividade do PCP e da FJCP nos anos 30 e sobre a biografia e ideias politicas de José de Sousa.]

[PCP], Revolta da Marinha Grande – 18 Janeiro de 1934 – Uma Jornada Heróica.

[Dossier com conteúdos da exposição patente no Centro de Trabalho do PCP na Marinha Grande.]

Manuel Sertório,”Em torno do 18 de Janeiro”, Estudos sobre o Comunismo , 2 Janeiro-Abril 1984

João Vasconcelos, A “Greve Geral Revolucionária” de 1934 em Silves e Portimão e os “safanões dados a tempo” por Salazar.

António Ventura,”O PCP e a CIS face ao 18 de Janeiro”, Diário de Notícias,2/2/1984

António Ventura, “0 18 de Janeiro de 1934 (excerto de una entrevista com Jú1io Fogaça”, Estudos sobre o Comunismo, 2, Janeiro-Abril de 1984

_________________________________________________________________

REVOLTA DOS MARINHEIROS

Álvaro Arroja, “A Revolta dos Marinheiros”, História, 91, Novembro 2006

João Borda, A Revoluçao dos Marinheiros, Lisboa, Edições Sociais, 1974

António Maria Marques, «Revolta da Marinha Portuguesa – participação de militantes do Barreiro», Jornal do Barreiro, 20/06/1999

“A Revolta dos Marinheiros”, Avante!, 6 de Setembro de 1974

[Entrevistas com participantes.]

_________________________________________________________________

GUERRA CIVIL DE ESPANHA

Paulo Castro, “Agonia de Barcelona e Diáspora portuguesa”, Diário de Notícias, 3/11/1984

Varela Gomes, “Memórias da Guerra de Espanha – A derrota”, Diário de Lisboa, 9/10/1983;10/10/1983

Varela Gomes,”Portugueses na Guerra Civil de Espanha contra o fascismo – O mistério de um silêncio”, História, 74, Dezembro 1984

Varela Gomes, Guerra de Espanha – Achegas ao Redor da Participação Portuguesa, Lisboa, Cadernos Versus, 1987

Varela Gomes, Guerra de Espanha. Achegas ao redor da Participação portuguesa 70 Anos depois, Lisboa, Fim de Século, 2006

José Viale Moutinho, No pasarán! Cenas e cenários da guerra civil de Espanha, Lisboa , Editorial Notícias, 1998

César Oliveira, Guerra Civil de Espanha, Lisboa, Biblioteca Nacional 1986.

David Oliveira / Ricardo Pereira, “As guerrilhas antifranquistas galegas”, História, 99, Julho-Agosto 2007.

Pedro Rocha, “Para a história da oposição antifascista – O que foi o “Plano Lusitânia”, Diário de Lisboa, 14/5/1984

_________________________________________________________________

FRENTE POPULAR

João Braz, “Frente Popular de 1936 – razões de um fracasso”, Bandeira Vermelha, 15/10/81

“A Frente Popular em Portugal”, Seara Nova, n.° 1571, Setembro de 1974.

[Com excertos de uma publicação de 1938, que relata as tentativas do criação de uma Frente Popular. Referências a União dos Antifascistas Portugueses em Espanha e ao Comité da Frente Popular em França.]

L. H. Afonso Manta, A Frente Popular Antifascista em Portugal, Lisboa, Assírio & Alvim, 1976

João Arsénio Nunes, “O Verão quente de 1936: as Frentes Populares”, O Militante, 283, Julho – Agosto 2006

_________________________________________________________________

PACTO GERMANO-SOVIÉTICO

Álvaro Cunhal , “0 VII Congresso da IC e a actividade do PCP contra a ditadura fascista de Salazar”, 0 PCP e o VII Congresso da IC (documentos) , Lisboa, Edições Avante!, 1985

Francisco Ferreira, “Após Agosto de 1939″, Portugal Socialista , 13 de Agosto de 1975

[As críticas dentro do PCP ao pacto Molotov-Ribbentrop.]

José Pacheco Pereira, “As duas palavras de Bento Gonçalves”., Diário de Noticias. 8 de Janeiro de 1980

__________________________________________________________________

7.5 – CLANDESTINIDADE – DA “REORGANIZAÇÃO” À PRISÃO DO SECRETARIADO (1940-1949)

Nuno Caiado, Movimentos Estudantis em Portugal : 1945-1980, Lisboa Instituto de Estudos para o Desenvolvimento, 1990

Jorge Santos Carvalho, “A Legação Jugoslava e a oposição antifascista portuguesa (1945-48)”, Vértice, 98, Novembro -Dezembro 2000

Valdemar Cruz, “O pacto do embaixador Bosques”, Expresso, 5/3/2005

(Álvaro Cunhal), O Partido Comunista da «Reorganização» dos Anos 40 ao 25 De Abril Conferência de Álvaro Cunhal no Seminário «Para a história da oposição ao Estado Novo» Universidade Nova de Lisboa – 9 de Abril de 1992

Rui Grácio, “Contestação estudantil: as propinas. 1. Crónicas dos anos quarenta”, O Jornal, 13-19/2/1987

Joaquim Santos Simões , Sete anos de luta contra o fascismo. Academia de Coimbra 1944 – 1951, Guimarães, J. Santos Simões, 2002

“Sobre os Primeiros Tempos de Vértice”, Vértice, 450-1, Setembro~Dezembro de 1982

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: