NOTAS BIOGRÁFICAS – LUÍS NUNO PINHEIRO DE AZEVEDO (Lisboa, 16/1/1925 – 26/6/2011)

Advogado desde 1948, ligado ao PCP, mas activo nos movimentos “unitários”.  Como advogado, foi o defensor (junto com os seus colegas de escritório Levy Baptista e José Lopes de Almeida) de muitos perseguidos e presos pela PIDE. A sua actividade estendeu-se à Comissão Nacional de Socorro aos  Presos Políticos, que praticamente funcionava no seu escritório de advocacia.  Depois do 25 de Abril, foi o advogado de muitas causas ligadas à esquerda comunista e aos seus companheiros de estrada, defendendo as cooperativas da Reforma Agrária, os militares afastados no 25 de Novembro, inclusive o Marechal Costa Gomes num processo movido pelo  Eng.° Jorge Jardim. Foi um impulsionador da  URAP União de Resistentes Antifascistas Portugueses), da Associação Portuguesa dos Juristas Democratas, e de uma  Fundação Internacional Racionalista (FIR), a que se dedicou “como pessoa que não aceitava quaisquer religiosidades ou misticismos“. Foi proposto como candidato “progressista” a Bastonário da Ordem dos Advogados, entidade que veio mais tarde a homenagear a sua carreira no foro.

 Militou no MDP/CDEl e depois na Associação Intervenção Democrática que ajudou a fundar e  de que foi Presidente da Assembleia Geral. Apoiante da revista Seara Nova teve papel activo na tentativa de a salvar através da criação de uma cooperativa e da transferência da sua propriedade para a Intervenção Democrática.

FONTES:

Avante!,  30 Junho 2011.

OA, Boletim da Ordem dos Advogados, 79-80, Junho-Julho 2011.

Seara Nova, 2011.

ANTT:

PT/TT/PIDE/E/010/133/26427

PIDE, Serviços Centrais, Registo Geral de Presos, liv. 133, registo n.º 26427

%d bloggers like this: